Programa de Ensaios de Vida Útil dos Protetores Auriculares

Um dos grandes desafios para o SESMT das empresas que utilizam o protetor auricular é determinar a vida útil desse EPI. A Nota Técnica 176/2016 / CGNOR/DSST/SIT –  Validade x Vida Util do EPI (entenda nesse post a diferença), deixa claro que é de responsabilidade do empregador essa determinação. O LAEPI têm auxiliado diversas indústrias a criar um planejamento para realizar ensaios de vida útil nos protetores auriculares com tempo de uso com o objetivo de garantir a saúde do trabalhador, economizar na compra desse tipo de EPI e reduzir problemas trabalhistas relacionados a exposição ao ruído.

 

O ensaio é realizado em laboratório com os protetores auriculares com tempo de uso, para isso o SESMT deve selecionar

-selecionar amostras do protetor auricular (de acordo com a marca e o modelo) de apenas uma marca e modelo (se for concha, o ideal são 6 amostras e se for plugue, 21 amostras;

-as amostras devem ser de protetores usados em apenas um setor da empresa e ou pela mesma população de trabalhadores (grupos homogênio de trabalho);

-levando em consideração o ambiente onde o protetor está inserido, sob a influência da temperatura, umidade, poeiras, etc..);

-por fim, as amostras devem ter o mesmo tempo de uso.

Para saber como é realizado o ensaio, clique aqui.

 

Através desses ensaios, a área de Segurança do Trabalho:

1- conhecerá a atenuação do ruído que o protetor auricular (PA) fornece mesmo após determinado tempo de uso;

2- poderá prever a periodicidade de troca dos protetores auriculares e assim diminuir custos com a aquisição adequada de PAs;

3- terá um relatório técnico com certificação RBLE (Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaio) da CGCRE/INMETRO que pode ser utilizado em sustentação legal junto aos órgãos públicos.

 

O LAEPI é o único laboratório Acreditado pela Cgcre do Inmetro e credenciado pelo MTE para realizar ensaios de atenuação de ruído de protetores auditivos com a norma ANSI S12.6-2016, conforme requisitado na NR-06 e especificado no Anexo II da Portaria MTE Nº 452 de 20 de novembro de 2014.

 

 

 

Para saber mais sobre esse tema, adquira já o livro Protetores Auditivos do maior especialista na área Prof. Samir Gerges através do e-mail: laepi@laepi.com.br

Deixe seu comentário