Eficácia do Protetor Auditivo: case

Eficácia do Protetor Auditivo: case

A eficácia do protetor auditivo com tempo de uso tem sido questionada por diversos profissionais. Aqui no LAEPI nós realizamos ensaios com amostras de protetores auditivos com tempo de uso de um mesmo Grupo Homogêneo. Abaixo apresentamos 3 protetores ensaiados em laboratório no mesmo método do ensaio do EPI novo, sendo possível comparar seus resultado.

Para as amostras ensaiadas, o protetor concha novo em relação ao mesmo protetor com 20 meses de uso em um abatedouro de aves, teve perda de atenuação de 6dB. Já o plugue novo e o de 6 meses de uso em uma tecelagem teve uma perda de 5dB. O plugue novo e o mesmo plugue com 3 meses de uso em uma tecelagem não obteve nenhuma perda de atenuação.

Dados de ensaios realizados no LAEPI


Através do gráfico acima percebe-se que o ensaio de protetores com tempo de uso, a perda de atenuação chegou até a 6dB. O que pode causar uma preocupação no caso de uma exposição ao ruído muito alta. Como resultado percebemos que dependendo do ambiente do trabalho e das condições do protetor o mesmo perde pouca atenuação. Esse resultado não pode ser generalizado, pois depende das condições ambientais do local onde é usado o protetor, além dos cuidados com a guarda do EPI.

Assim o ensaio do protetor com tempo de uso auxilia as empresas a comprovarem a eficácia do protetor auditivo, além de ajudarem na tomada de decisão quanto ao tempo de troca do protetor.

Ficou interessado? Entre em contato pelo whatsapp (48) 98827-8255 Siga também nosso instagram: @laepi_lab

Deixe seu comentário